Caio Santos, Blog

Caio Santos - Pintor e escultor nasceu em 1960 em São Paulo. Iniciou suas atividades artísticas em 1974, como autodidata. Sua primeira exposição individual foi em 1980 na Sociedade Itabunense de Cultura, Itabuna, Bahia, com patrocínio do Banorte e apoio C.C.P.C. (Conselho Consultivo dos Produtores de Cacau)

Caio Santos – Artista Plástico

Caio Marcelo de Oliveira Santos, Artista Plástico e Escultor, nasceu em 1960, em São Paulo. Iniciou suas atividades artísticas em 1974, como autodidata. De 1978 a 1986, estudou com o professor Ernesto Aroztegui técnicas e diferentes linguagens das artes plásticas. Sua primeira exposição individual foi em 1980 aos 20 anos, na Sociedade Itabunense de Cultura, Itabuna, Bahia, com o apoio do escritor Telmo Padilha. A partir de 1993 passou a dedicar-se também ao ensino, criando os Cursos de Desenho, Pintura Básico Estrutura e Arte Contemporânea, baseados na teoria da Alfagrafia.

Em 1994 criou a Academia das Artes do Tremembé, patenteada atualmente com a denominação INCCAS – Instituto Cultural Caio Santos, instalada no bairro do Tucuruvi São Paulo ( capital ), destinada à formação de novos desenhistas, dando suporte técnico, artístico e preparando para as diversas áreas do Design e Artes Visuais do ensino técnico e superior.

Exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior

Associação Comercial de Ilhéus (1980);

Clube do Congresso de Brasília;

Senac e Hotel Nacional de Brasília (1981);

Sesc Carmo e Centro Cultural São Paulo (1983);

Membro integrante da Comissão Organizadora da FENART (Feira Nacional de Arte e Artesanato) Pavilhão da Bienal no estado de São Paulo (1986-1989);

Exposição Veículos Fora de Série, Pavilhão da Bienal, São Paulo, (1987)

Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (1990);

Integrante do Comitê Brasileiro de Cores (1994-2001);

Exposição Internacional Reggi Secolo, Milão, Itália (1995);

Salão Internacional de Artes Plásticas, Havana, Cuba (2000);

Mostra Nacional de Artes Plásticas de Erechim (2001);

V Salão Internacional de Artes Plásticas do Proyecto Cultural SUR,Bento Gonçalvez, RS (2001);

“A arte antropofágica de Caio Santos”, Espaço Cultural Folha de São Paulo, Ribeirão Preto (2003),

“Ao Vivo e a cores”, Academia Brasileira de Arte Cultura e História, São Paulo (2003).

Como palestrante 2° ENCAL (Encontro de Cultura Alternativa)1984, Guarulhos, SP,

WWW@Caio, auditório da FATEC (1998)São Paulo- SP,

Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais (1999),

Universidade Federal de Caxias do Sul (2001).

O artista marcou presença entre outras no 16° e no 19° Salão de Artes Plásticas do Embú (1979 e1982)

Salão Bunkyo da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa (1996 e 1998).

Exposição “Ao Vivo e a Cores” Individual marca sua coleção de Obras denominada Novo Realismo – Casada Fazenda do Morumbi – São Paulo (2003 e 2004)